PROGRAMAÇÃO

Governador do Pará vai ao Vaticano apresentar plano de compromissos com a Amazônia

Helder Barbalho participará da Primeira Cúpula de Governadores da Pan-Amazônia e apresentará seus compromissos para o desenvolvimento sustentável da região

28/10/2019 05h59 | Atualizada em 28/10/2019 06h59

Governador do Pará vai ao Vaticano apresentar plano de compromissos com a Amazônia

Arquivo/Agência Pará

PUBLICIDADE

O governador Helder Barbalho compõe a Primeira Cúpula de Governadores da Pan-Amazônia que estará nesta segunda-feira (28), no Vaticano, na Itália, para discutir caminhos e compromissos para o desenvolvimento da Amazônia.

A programação ocorre entre 9h e 19h e é uma iniciativa conjunta da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano e governadores da Amazônia brasileira. Helder Barbalho terá vez de fala às 11h, e tratará das perspectivas desses governadores, e ainda soluções e mecanismos de financiamento, como o Fundo Amazônia Orental (FAO), desenvolvidos para captação de recursos nacionais e internacionais para implementação de políticas, programas e projetos estratégicos para o desenvolvimento sustentável da região. As ações planejadas dentro do programa Território Sustentáveis, previstas para que os municípios com os maiores índices de desmatamento consigam reverter a situação, também serão abordadas.

Por meio deste encontro, a Cúpula pretende ampliar o diálogo com a comunidade internacional a partir do aspecto da crise climática. Além de Helder, participam os governadores, Wilson Lima, do Amazonas, Flávio Dino, do Maranhão e Wellington Dias, do Piauí, que representa o Consórcio do Norteste (parceria entre governadores que tem como objetivo traçar o planejamento estratégico para a captação de investimentos internacionais, que tragam desenvolvimento para a região). Chefes do poder executivo de nove países que compõem o território amazônico, além de convidados, autoridades, representantes da sociedade civil e pesquisadores também participarão do evento.

Caberá aos governadores da Pan-Amazônia apresentar seus compromissos para o desenvolvimento sustentável da região, informações essas que serão levadas ao conhecimento do Papa Francisco. Desmatamento líquido zero, direitos dos povos indígenas, populações tradicionais, ênfase na Bioeconomia, erradicação da pobreza e valorização dos serviços ambientais prestados ao planeta fazem parte da pauta de discussão.

FONTE: Agência Pará

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE