VEJA FOTOS ANTIGAS

Xinguara faz 37 anos com economia pujante e educação fortalecida, diz prefeito Osvaldinho

Confira a reportagem especial sobre os 37 anos de emancipação política e administrativa de Xinguara, uma das mais importantes cidades do sudeste do Pará. Feliz Aniversário Xinguara!

Felipe Leonel

Acesse o Blog

13/05/2019 16h25 | Atualizada em 15/05/2019 13h53 2 comentarios

Xinguara faz 37 anos com economia pujante e educação fortalecida, diz prefeito Osvaldinho

Reprodução

PUBLICIDADE

Xinguara é uma cidade nova e apesar disso se destaca com uma das mais importantes do sudeste do Pará. Nascida na década de 70, com a construção da PA-279, recebeu autonomia administrativa e política em 13 de maio de 1982. Desde então, atraiu pessoas de todo o Brasil, atrás de ouro e madeira. Hoje, a cidade completa 37 anos em uma nova fase de desenvolvimento, com o setor da educação fortalecido e uma economia pujante.

Quem escolheu Xinguara para viver, como o advogado Jordelino Almeida, 57, relata os saltos de desenvolvimento na cidade, que hoje tem o título de “Capital do Boi Gordo”. Almeida veio morar na cidade em agosto de 1989, quando os pais vieram de Goiás para trabalhar como fazendeiros. Morador de Xinguara há 30 anos, Almeida brinca ter escolhido Xinguara para viver e morrer, porém espera que isso ocorra “daqui há 100 anos”.

“Para matar uma vaca, era preciso ir até Araguaína (TO). Aqui não tinha nada, nem energia, não tinha frigorífico. E hoje já chegaram muitas coisas e continuam chegando”, relata o advogado ao site Xingu Online. Desde a emancipação política, muitas pessoas passaram pelo cargo de prefeito, mas apenas dois foram gestores. Almeida elenca o primeiro mandato de Davi Passos (PT, 2005 a 2008) e  os dois mandatos de Osvaldinho Assunção (PSDB).

Na avaliação do atual prefeito, Osvaldinho Assunção, Xinguara passou por dois ciclos: o da exploração dos recursos naturais, da pecuária e hoje está no seu terceiro ciclo, que é da educação e do desenvolvimento humano. Com uma localização estratégica, o município conta com um campus da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) que atende cerca de 300 jovens em cursos de zootecnia, veterinária, história e geografia.

Veja fotos
Previous Next

Além da universidade federal, têm parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que visam qualificar a mão de obra da cidade. O prefeito informa estar investindo, em parceria com o Governo do Estado, na construção de uma escola tecnológica para capacitar os jovens da cidade e do entorno de Xinguara. A previsão é que a escola seja inaugurada ainda em 2019.

“Nós sabemos que o grande gargalo hoje em dia é a mão de obra qualificada. Fazendo isso, incentivando os pequenos e microempreendedores, gera renda e emprego para as famílias e vizinhos. Com isso, você redistribui renda e o nosso índice de desenvolvimento aumenta. Também estamos trabalhando para trazer grandes empresas para Xinguara, pois sabemos que eles também geram muitos empregos”, afirmou o prefeito.

Assunção afirma estar honrado em estar comemorando o aniversário da cidade como prefeito e que sua gestão está avaliada com 80% de bom e ótimo. O prefeito também está ansioso pelo novo Censo do IBGE que vai mensurar a população do município, que em 2010 possuía 44 mil habitantes e deve chegar a 55 mil no próximo levantamento. Com isso, o prefeito espera captar mais recursos do Fundo de Participação do Município (FPM).

“Xinguara é uma cidade nova, pujante, que está desenvolvendo bastante ultimamente.É gratificante como gestor saber que a população está aprovando nosso mandato. Estamos feliz em estar comemorando o aniversário da cidade e Dia das Mães”, afirma. “Hoje não está fácil para nenhum município sobreviver, mas com tranquilidade, respeito e transparência temos feito um trabalho que está dignificando a população”, concluiu o gestor.

2 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Mas a educação está uma vergonha. Há escolas sem professores. Há escolas com professores dando aulas como voluntários pra não ver o aluno sendo prejudicado.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE