'EM FRENTE, BRASIL'

Procurador-geral participa de reunião com ministro da Justiça

Na reunião o governo apresentou alguns números do "Em Frente, Brasil". Não houve registro, por exemplo, de crime de feminicídio e latrocínio no primeiro mês de implantação do projeto

08/10/2019 08h24 | Atualizada em 08/10/2019 08h32

Procurador-geral participa de reunião com ministro da Justiça

Reprodução/MPPA

PUBLICIDADE

O procurador-geral de Justiça, Gilberto Valente Martins, e o supervisor administrativo dos Centros de Apoio Operacional e coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), José Maria Costa Lima Júnior, participaram da reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro e o governador Helder Barbalho onde foram apresentados os primeiros resultados do projeto "Em Frente, Brasil", do Governo Federal e também da atuação do sistema de segurança em todo Estado do Pará. A reunião, com a presença da cúpula da segurança pública do Pará e de representantes de órgãos municipais, estaduais e federais, ocorreu no Palácio do Governo, na manhã desta segunda-feira (7).

O ministro Sérgio Moro, chegou a Belém no início da manhã para cumprir uma agenda que inclui visita ao município de Ananindeua, cidade contemplada pelo projeto. O "Em Frente, Brasil" é um projeto-piloto de enfrentamento à criminalidade violenta, coordenado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, que consiste em ações conjuntas entre União, Estados e Municípios.

Cinco municípios, um de cada região do país, foram selecionados na primeira fase: Ananindeua, no Pará; Cariacica, no Espírito Santo; Goiânia, em Goiás; Paulista, em Pernambuco; e São José dos Pinhais, no Paraná. Desde que foi instalado em Ananindeua, em 30 de agosto deste ano, o projeto atua em quatro áreas integradas de operações que reúnem 14 bairros de Ananindeua, entre os quais Icuí Guajará, 40 horas, Aurá e Jaderlândia.

Na reunião o governo apresentou alguns números do "Em Frente, Brasil". Não houve registro, por exemplo, de crime de feminicídio e latrocínio no primeiro mês de implantação do projeto.  Já os homicídios e roubos reduziram 60% e 20%, respectivamente, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

"Ananindeua tinha um histórico de violência onde, não raramente, acontecia mais de um homicídio por dia, e como foi dito pelo governador, neste início de mês não houve nenhum crime dessa natureza. É um projeto relativamente novo, mas com bons resultados alcançados”, avaliou o ministro Sérgio Moro em entrevista coletiva aos jornalistas.

O Ministro Sérgio Moro disse também que a visita ao Pará é uma demonstração de apoio à Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária em execução desde o início de setembro.

FONTE: MPPA

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE