SAÚDE

Seminário alerta para segurança alimentar e controle de agrotóxicos

O seminário ocorreu no auditório Nathanel Farias Leitão com a participação de servidores e técnicos de instituições parceiras, estudantes de escolas públicas e população em geral

18/10/2019 06h53 | Atualizada em 18/10/2019 06h54

Seminário alerta para segurança alimentar e controle de agrotóxicos

Kayke Gibson e Edyr Falcão

PUBLICIDADE

Na manhã dessa quarta-feira (16), o Ministério Público do Pará (MPPA) deu início ao seu cronograma de atividades em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação. Estão programadas diversas atividades e a primeira delas contou com um seminário que abordou temas como alimentação saudável, reaproveitamento de alimentos e segurança alimentar. O seminário ocorreu no auditório Nathanel Farias Leitão com a participação de servidores e técnicos de instituições parceiras, estudantes de escolas públicas e população em geral.

Após a abertura do evento, o promotor de Justiça Marco Aurélio Nascimento, coordenador do Centro de Apoio Operacional Constitucional (CAO), deu início a primeira mesa-redonda do seminário, cujo o tema era “Alimento saudável e sustentável”. Os participantes receberam dicas de alimentação ministradas pela nutricionista do Serviço Social da Indústria, Lorena Figueiredo, que atua no projeto "Sesi Cozinha Brasil". Após as orientações, a professora de Nutrição, Nádia Correia, da Universidade Federal do Pará (UFPA), ministrou uma palestra sobre alimentação sustentável na Amazônia. Em seguida falou o representante da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Antônio Carlos Silva.

A nutricionista do Sesi Lorena Figueiredo ensinou aos participantes deliciosas receitas utilizando somente partes de alimentos que são descartadas e possuem um alto teor nutritivo. “O Sesi Cozinha Brasil é focado no aproveitamento integral dos alimentos. Então a partir disso a gente ensina receitas saudáveis utilizando cascas, talos ou coisas que seriam jogadas fora e reaproveita em uma receita, deixando ela ainda mais saudável”, explicou.

Água é alimento

Após o intervalo, a promotora de Justiça do Consumidor Joana Chagas Coutinho mediou a segunda mesa-redonda do dia, com o tema “Qualidade das águas envasadas”. E para falar sobre o assunto, foi convidada para participar da mesa a promotora Regiane Ozanan, da promotoria de Justiça de Benevides. A promotora destacou principalmente a atuação do Ministério Público do Pará, no combate à fraude na qualidade das águas que são vendidas em garrafas ou galões no município em que atua.

“A água é alimento e é parte da nossa alimentação, por isso ela deve estar em condições para o consumo. Infelizmente ainda encontramos, no dia a dia, águas que não estão seguras para o consumo”, alertou a promotora. Uma das principais infrações apontadas pela promotora, foi a de empresas que vendiam águas de poço em garrafões de água mineral, colocando a saúde do consumidor em risco.

“O Ministério público tem combatido diariamente essas práticas, a sociedade merece produtos seguros com segurança alimentar, livre de contaminantes e que respeitem o código de defesa do consumidor, com informações claras sobre seu conteúdo para que possamos ter com isso saúde e qualidade de vida”, afirmou.

Um dos parceiros do MPPA que também atua na fiscalização da qualidade da água é o Procon. A instituição foi representada pelo diretor Nadilson Neves, que apontou as principais atividades da instituição em defesa da alimentação saudável no estado, sendo uma delas a publicidade infantil. “A alimentação saudável vem desaparecendo para as crianças, hoje em dia são alimentos ultra processados e a publicidade agressiva acaba influenciando as crianças. Os pais desses consumidores mirins devem tomar muito cuidado em relação a isso”, frisou o presidente do Procon no Pará.

O promotor Marco Aurélio Nascimento destacou a atuação do MPPA no combate aos produtos com uso indiscriminado de agrotóxicos e na fiscalização da água envasada vendida na cidade. Ele também evidenciou a importância do evento. “Estamos orientando sobre a importância de alimentos seguros, saudáveis e incentivando o consumo sustentável. Estamos abordando nesse seminário, a importância da alimentação correta e adequada para que se possa consumir alimentos com melhor conteúdo nutricional, sem agrotóxicos e incentivando o consumo de produtos orgânicos”.

A diretora de defesa e inspeção vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Layse Bastos, relembra a parceria entre Adepará e MPPA, que iniciou em 2007 e ressalta a importância dessa parceria na realização do evento em comemoração ao dia mundial da alimentação. “O seminário de hoje traz a questão da alimentação saudáve,l como Adepará nossa missão é fiscalizar e promover a educação sanitária que vem ao encontro justamente com o que está sendo debatido aqui".

A próxima atividade do cronograma de eventos inicia a partir do próximo dia 18 e levará a alunos de escola pública, orientações sobre alimentação saudável e segurança alimentar. No dia 23 a praça Batista Campos receberá diversas atividades de cunho pedagógico sobre alimentação saudável, com a participação de estudantes da rede pública de ensino.

FONTE: MPPA

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE