A MANDO DE FACÇÃO

Suspeito de matar advogado no Pará diz que recebeu ordens de dentro da prisão

João Vieira Bezerra foi assassinado a tiros no último sábado (8) na porta da casa onde morava. A vítima foi atingida com três tiros, sendo um no rosto e dois nas costas

11/06/2019 09h37 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Suspeito de matar advogado no Pará diz que recebeu ordens de dentro da prisão

Internet

PUBLICIDADE

preso Douglas Wendel dos Santos, 19, suspeito de executar um advogado em Novo Repartimento, sudeste do Pará, disse à Polícia que agiu a mando de uma facção criminosa e que recebeu ordens vindas de dentro da prisão. O suspeito foi transferido e chegou a Belém na tarde desta segunda (10).

João Vieira Bezerra foi assassinado a tiros no último sábado (8) na porta da casa onde morava. A vítima foi atingida com três tiros, sendo um no rosto e dois nas costas. Ele morreu no local do crime.

A prisão de Douglas ocorreu no domingo (9) em Tucuruí. Ele foi encontrado na casa dele pela Polícia e alegou ter sido contratado para matar o advogado. Em depoimento, disse que o advogado foi morto por não conseguir a soltura de alguns membros da associação criminosa.

A Polícia Civil investiga a motivação do crime e a participação de outras duas pessoas. O delegado Alberto Teixeira informou que seria um mandante, o executor e um intermediário - que levou o dinheiro.

A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Pará (OAB-PA) informou que a vítima não relatou que estivesse recebendo ameaças e que está acompanhando as investigações.

FONTE: G1 PARÁ

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE