TUCURUÍ

Polícia cumpre mandado de prisão de acusado pelos crimes de estupro de vulnerável e exposição de criança a material pornográfico

Na época do crime, José Wilson, ao ser questionado pela mãe da vítima quanto ao abuso sexual, fugiu da cidade de Tucuruí e permaneceu no município de Parauapebas por mais de dois meses

04/10/2019 07h50 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Polícia cumpre mandado de prisão de acusado pelos crimes de estupro de vulnerável e exposição de criança a material pornográfico

Reprodução/Polícia Civil

PUBLICIDADE

A Polícia Civil do Pará cumpriu, na última quarta-feira (02), o mandado de prisão preventiva em nome de José Wilson Sousa da Costa, pelos crimes de estupro de vulnerável continuado e exposição de criança a material pornográfico (previsto no artigo 241-D do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA). Os procedimentos contra o acusado foram iniciados na Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA) de Tucuruí, sudeste do Pará, onde foram apuradas as circunstâncias do estupro de vulnerável contra a criança de 10 anos de idade, que era abusada sexualmente em sua própria residência. A prisão do acusado ocorreu na BR 422, Bela Vista, em frente à Caixa Econômica Federal, em Tucuruí.

Na época do crime, José Wilson, ao ser questionado pela mãe da vítima quanto ao abuso sexual, fugiu da cidade de Tucuruí e permaneceu no município de Parauapebas por mais de dois meses. Em seu retorno a Tucuruí, a DEACA efetivou a sua prisão.

A ação foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA) de Tucuruí, em parceira da Superintendencia de Tucuruí, sob comando da delegada Moema Sarmento. Segundo consta nos autos, o acusado, que convivia com a família realizando trabalhos de jardinagem na residência, aproveitava-se dessa confiança para praticar o ato criminoso. 

Devido ao fato de a família da vítima não ter apresentado no Inquerito Policial (IPL) a qualificação completa do abusador e sim apenas seu primeiro nome, a Polícia Civil iniciou investigação policial, para qualificar e localizar o acusado. Diante disso, a equipe da DEACA conseguiu fotografar José Wilson e, mediante essa imagem, a equipe policial obteve a confirmação de que José Wilson era o acusado dos crimes. 

FONTE: Polícia Civil PA

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE