ECONOMIA

Parlamento Estadual apoia verticalização de minério de ferro no Pará

Pela primeira vez o Pará irá dispor de mais um novo modelo produtivo para a cadeia de minério de ferro, que torna possível a implantação de uma usina laminadora de aço em Marabá

27/05/2019 16h05 | Atualizada em 27/05/2019 16h25

Parlamento Estadual apoia verticalização de minério de ferro no Pará

PC Carvalho

PUBLICIDADE

O Parlamento Estadual participou na noite desta quinta-feira (23.05), da assinatura do ato de protocolo e intenções para a implantação da primeira planta de verticalização de minério de ferro no Pará. O evento aconteceu no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, em Belém.

Pela primeira vez o Pará irá dispor de mais um novo modelo produtivo para a cadeia de minério de ferro, que torna possível a implantação de uma usina laminadora de aço em Marabá. A usina irá possibilitar alavancar a economia de vários municípios mineradores, produtos de matéria-prima de alta qualidade com grandes estoques e assim, assegurar produtos de ponta, pronto atendimento e personalização dos itens importantes do segmento de laminação de aço. Quem ganhará  são os mercados da construção civil, de equipamentos agrícolas, empresas automotivas, máquinas e equipamentos em geral.

Para o presidente da Casa de Leis, deputado Dr. Daniel Santos, a verticalização do minério de ferro é uma luta que o Estado vem tentando ao longo de anos. “A verticalização do minério do ferro já vem se alongando por muitos anos e agora finalmente vamos ter uma verticalização, de fato. Hoje, o Poder Executivo dá seus primeiros passos sobre essa verticalização e o Parlamento contribui para isso. A Assembleia Legislativa do Estado do Pará-Alepa realiza hoje, através das aprovações de proposições, ações que são benéficas ao Estado. Precisamos conhecer as vocações do Pará para incentivar a verticalização das nossas produções”, ressaltou o presidente.

“A mineração tem um papel fundamental no desenvolvimento do Estado do Pará, essa conquista vai beneficiar a todos do Estado. A partir dessa verticalização, nós permitiremos que com que esses investimentos o Estado possa verticalizar a produção do minério de ferro e então atrair outros investimentos, gerando emprego e desenvolvimento. Daqui para frente vamos construir um novo ambiente da atividade da mineração, saindo da extração e partindo para a indústria do minério, trazendo riquezas ao Pará. Agradeço o trabalho que a Alepa tem realizado, aquele Poder não mede esforços para apreciar e aprovar os Projetos ali enviados. Muito obrigado aos 41 deputados que me ajudam a conduzir esse trabalho”, pontuou o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho.

O deputado Chamonzinho, presidente da Comissão de Mineração e Geologia da Alepa, destacou que o projeto de verticalização terá o total apoio da Comissão. “Como presidente da Comissão, sei do valor dessa importante implantação de verticalização de minério de ferro para o Estado. O Pará vê esse projeto como um provedor de geração de emprego e renda para a população”, disse o deputado.

“Nós acreditamos que iremos muito além. Esse Estado fez da Vale uma empresa potente e o nosso compromisso é cooperar para que o Pará cresça muito mais”, enfatizou Eduardo Bartolomeu, diretor-presidente da empresa

Para a vereadora do Município de Marabá, Priscila Veloso, a verticalização do minério de ferro é um sonho da população marabaense e para todos daquela região. “Nosso sonho está sendo realizado, isso é uma necessidade de Marabá e região. Fico feliz em viver esse tão desejado momento. Para mim é histórico, quero que realmente efetive esse trabalho.  Parabéns ao governo do Estado. De uma forma corajosa e determinada faz com que a minha cidade e a região do Carajás venham realizar o sonho da verticalização”, disse ela.

O investimento para a implantação da verticalização do minério de ferro é de US$ 450 milhões, em parceria com a Vale e a empresa China Communication Constrution Company (CCC5), controladora da brasileira Concremat.

A solenidade contou com a presença dos parlamentares Dirceu Ten Caten, delegado Caveira, delegado Toni Cunha, Eraldo Pimenta, Fábio Freitas, Martinho Carmona, Miro Sanova, do titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Iran Lima, do governador do Estado de Roraima, Antonio Denarium, além de representantes dos segmentos de mineração.

FONTE: Alepa

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE