AGRONEGÓCIO

Presidente da Assembleia Legislativa entrega Prêmio Qualidade de Vida a produtores rurais

As condecorações do Prêmio Qualidade de Vida Ambiental no Pará foram  pelos seus relevantes serviços prestados à comunidade paraense

14/06/2019 08h56 | Atualizada em 14/06/2019 09h17

Presidente da Assembleia Legislativa entrega Prêmio Qualidade de Vida a produtores rurais

Alepa/ Ozéas Santos

PUBLICIDADE

"Feliz pelo reconhecimento da Assembleia Legislativa do Estado do Pará. Essa comenda do Prêmio de Qualidade de Vida Ambiental no Pará, entregue pelo Presidente da Alepa, é um gesto pelo trabalho que nós, produtores rurais, realizamos no Estado. O produtor rural não desmata, preserva. Nesse encontro de produtores rurais temos como discutir e buscarmos soluções para a questão ambiental e fundiária, isso é válido devido o Pará ser um dos grandes produtores de produtos que geram emprego e renda no Pará. Na Empresa Citropar Cítricos do Pará, fazemos um trabalho de ressocialização com os custodiados que cumprem pena no Centro de Recuperação Regional de Bragança (CRRB). Ali, todos que passam pelo trabalho de ressocialização que, tem dois anos e meio, saem preparados para uma nova oportunidade de vida. Essa medalha também é por esse feito", afirmou Cláudio Zamperline Junior, empresário paulista, morador do município de Capitão Poço há nove anos.

Foi com essas palavras emocionadas que o produtor rural agradeceu o prêmio recebido das mãos do presidente da Alepa, deputado Dr.Daniel Santos, na noite desta quarta-feira (12.06). O parlamentar marcou presença no 51° Encontro Ruralista do Sistema Faepa/Senar/Sindicatos com o tema: “Maior Responsabilidade.Repensar o Agro”. O evento ocorreu nos dias 11 e 12/06, no auditório da Faepa/Senar, em Belém. O chefe do Legislativo Estadual esteve na companhia dos parlamentares Alex Santiago e Ana Cunha, e concedeu o Prêmio Qualidade de Vida a dois importantes nomes do Agronegócio no Estado do Pará:  Claudio Zamperline Junior e Carlos Xavier, presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Pará/ FAEPA.

As condecorações do Prêmio Qualidade de Vida Ambiental no Pará foram  pelos seus relevantes serviços prestados à comunidade paraense. “Modernizar as Leis é dever da Alepa, favorecendo com que o empreendedor e a pessoa do campo possam ter segurança no investimento dos seus produtos. O Pará lidera a produção de diversas mercadorias como abacaxi, cacau, açaí, mandioca, dendê e pimenta do reino, esse artefato é básico para a formação do nosso Produto Interno Bruto (PIB). Nosso papel, enquanto deputado, é fazer valer a pena a confiança que a população do Pará concedeu aos que compõe as 41 cadeiras do Legislativo”, reiterou o presidente.

"Temos obtido uma parceira muito boa com a Alepa, e nessa semana tivemos um marco legislativo e legal do processo de licenciamento de novas propriedades, onde a titulação passa a ser mais ágil. O Instituto de Terras do Pará (Iterpa) necessitava desse aprimoramento para garantir a propriedade e segurança no campo, e isso só se deu devido ao encaminhamento do projeto pelo executivo, discutido com a federação da agricultura, e logo em seguida teve a aprovação da Casa de Leis", mencionou o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho.

 “O agronegócio transforma a sociedade paraense, as potencialidades dadas, a condição do clima desse Estado colabora para o bom rendimento dos produtos aqui produzidos. Não tenho dúvida que com a união desse novo governo e da nova gestão da Alepa, vamos fazer as transformações que o Pará precisa”, destacou o presidente da Faepa, Carlos Xavier, também homenageado pelo presidente da Alepa.

José Raimundo Fialho, produtor rural há 40 anos, residente do município de Breu Branco, Sudeste do Estado, participa do encontro todos os anos. “Estamos esperançosos por um agronegócio com maior potencialidade dos produtos que produzimos. Na minha terra planto maracujá, cacau, tenho bovinocultura do leite e açaí. Com a ajuda dos nossos representantes ao nosso agronegócio, temos a chance de ajudar na economia do Pará”, citou ele, que se considera um paraense, mas é natural do Acre.

O 51º Encontro Ruralista é promovido pela Faepa/Senar/Sindicatos e trouxe discussões sobre a legalidade da iniciativa privada e do direito da propriedade, a preservação da segurança jurídica, o combate à criminalidade no campo, a racionalização do sistema tributário, o reforço da infraestrutura logística para o escoamento da produção, a expansão dos mercados internacionais e a importância de o produtor rural ser protagonista da gestão e futuro do campo.

No último dia do evento, o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, assinou, juntamente com o presidente da Alepa, deputado Dr. Daniel Santos, o Acordo de Cooperação Técnica e o contrato de prestação de serviços que celebra o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado e Tecnologia e Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA. O acordo tem como objetivo a implantação do Programa Cinturão Verde de Belém, que irá suprir as necessidades de abastecimento de produtos  hortifruti da região metropolitana de Belém.

FONTE: Alepa

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE